QUALIFICAÇÃO

De acordo com os critérios de qualificação já estabelecidos pela SOBRACIL, cabe à nossa Diretoria receber e analisar os colegas candidatos à habilitação, analisando currículos, experiência cirúrgica e, sobretudo, promovendo exames de qualificação que incluem a realização de cirurgia "ao vivo".


Como obter Certificado de Qualificação em Vídeo-Cirurgia?

Normas de qualificação:

1) Ser sócio aspirante e estar quites com a anuidade;

2) Enviar currículum em Vídeo-Cirurgia;

3) Pagamento de taxa de R$ 300,00 (trezentos reais);

4) Enviar relação de 25 vídeo-cirurgias realizadas, assinadas pelo diretor médico em papel timbrado do hospital constando:

  1. Hospital em que foram realizadas;
  2. Número de registro do prontuário e data da cirurgia;
  3. Nome e sexo do paciente;
  4. Nome da cirurgia realizada.

5) Realizar uma vídeo-cirurgia documentada em folha de ata e DVD lacrado (sem interrupção), que deve ser enviado para arquivo da sociedade estadual. A vídeo-cirurgia deve ser assistida por um delegado indicado pela Sobracil-SP.


Por que devo me qualificar?

A SOBRACIL é a sociedade que representa aqueles que realizam vídeo-cirurgia no Brasil, tendo, hoje, mais de 3 mil sócios, filiados através de seus capítulos estaduais.

Conta, em seu quadro, com os mais iminentes cirurgiões do país, considerados referência em suas especialidades, cujo trabalho ultrapassa nossas fronteiras, apesar do custo, má remuneração e condições de trabalho, superados pelo sacrifício e investimento pessoal.

Assim substanciada, a SOBRACIL vem atuando em harmonia com as diferentes especialidades, organizando e conduzindo a vídeo-cirurgia no Brasil, através do credenciamento de cursos, atualização e habilitação de cirurgiões, colaborando, ainda, na fiscalização da atividade médica, defesa profissional e normatização.

Só mais recentemente a vídeo-cirurgia tem feito parte do programa de algumas Residências de forma organizada, não resolvendo o problema dos cirurgiões que delas já saíram ou dos que desejam se introduzir em técnicas mais avançadas.

Desde o início, o aprendizado tem sido feito em cursos extensivos ou continuados, que permitem o progresso por etapas, sendo que, em alguns deles, os instrutores continuam dando apoio mesmo após a conclusão do curso, por vezes no próprio local de trabalho do aluno, diminuindo os riscos da curva de aprendizado, sendo importante verificar se o curso é credenciado pela SOBRACIL.

Por outro lado, Convênios Médicos, Cooperativas e Seguradoras de Saúde de São Paulo cada vez mais só estão cadastrando como habilitados para realizar cirurgia videolaparoscópica os que possuírem o Certificado de qualificação da SOBRACIL, que, por sua vez, se comprometeu a emitir, quando solicitada, parecer técnico sobre indicações cirúrgicas e utilização de materiais, respeitando, obviamente, os princípios éticos.

Apesar de ser apenas uma técnica cirúrgica (e não uma especialidade), cresce cada vez mais o número de cirurgiões em todas as especialidades (geral, ginecolologia, colo-proctologia, urologia, neurocirurgia, cirurgia infantil, etc) que utilizam esta técnica para operar seus pacientes. Cresceu também o número de intercorrências relacionadas à laparoscopia, iatrogênicas ou não.

Na era de comunicação em que vivemos nos dias atuais, em que as informações são colocadas facilmente nas mãos dos usuários da Internet, é fácil para os pacientes se interarem sobre sua doença e sobre a qualificação técnica de seu médico.

Por este motivo, a SOBRACIL tem se empenhado em qualificar os cirurgiões, com critérios já amplamente debatidos nas assembléias da Sociedade, assim como promover palestras, cursos, jornadas e congressos estaduais e nacionais para atualização nesta área.

Temos também nos preocupado com as questões legais com que pode se deparar o cirurgião quando da ocorrência de uma complicação pós-operatória que, muitas vezes, é decorrente da natureza da doença e não conseqüente a um ato médico mal planejado ou mal executado.

Nesta circunstância o médico fica desamparado e amargurado não só pelo ocorrido com seu paciente, mas também pelas conseqüências legais de um processo legal. Este, por sua vez, julgará se o médico tem ou não responsabilidade legal sobre o ocorrido.

O respaldo prévio trazido por um Certificado de Habilitação da SOBRACIL costuma ser de grande valia no resultado de processos, que muitas vezes envolve não somente o médico, mas também o hospital e seu plano de saúde. Ter as equipes credenciadas é também fator de segurança e reconhecimento para os hospitais.

Visando estes problemas e o aprimoramento técnico dos colegas especialistas, a SOBRACIL tem realizado qualificações em todo o Brasil através de seus delegados enviados com este fim.

Desta forma, a SOBRACIL-SP tem estimulado os colegas a se filiarem à SOBRACIL e se qualificarem de acordo com os critérios vigentes.